historias-cruzadas_2011

Está à procura de um filme envolvendo e repleto de conteúdo? Esse filme sem dúvida é História Cruzadas.

O longa não é de hoje (2011) e vendo o trailer e pequenas propagandas, você fica com a impressão de já ter assistido em alguma sessão da tarde nos dias de folga, porém esse drama trabalha muito além do que uma história leve para ser assistida nas férias.

O filme conta a história da jovem Skeeter, recém-formada em jornalismo, que volta para sua cidade natal e se depara com as situações absurdas vividas diariamente pelas empregadas domésticas. O país estava em uma época em que a descriminação racial começava a ser debatida na sociedade norte-americana, através das palavras de Martin Luther King, porém muitas cidades ainda viviam uma situação quase escrava do povo negro.

Skeeter então decide escrever sobre as histórias, vividas por essas mulheres que deixavam suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca e sofriam preconceitos absurdos, com a intenção de escrever um livro que retrate as mazelas do sistema.

O grande destaque é sem dúvida, a personagem Abileen, uma mulher forte, de atitude e corajosa, a primeira a começar a revelar ao mundo como aquelas mulheres se sentiam.

Capaz que você se pegue muitas vezes durante o filme se questionando porque tantas situações e preconceitos persistam por tantos anos sem mudanças.

O longa equilibra bem a emoção de um drama bem elaborado com um toque de comédia envolvente. Penso que até para o filme não ficar muito pesado, já que o tema principal é polêmico e com cenas fortes.

O choro pode até ser certeiro, mas a sensação, acredito, que seja de um desabafo. O fim da trama, apesar de muito hollywoodiano, é bonito e o primeiro pensamento é: “Vou indicar para alguém”.

Indicações merecidas para o Oscar, um filme para você assistir e comprar para ter em sua coleção, uma verdadeira história de vida.

Nota: 8. 

Confira o trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.