RACHEL MCADAMS & DOMHNALL GLEESON Character(s): Mary, Tim Film 'ABOUT TIME' (2013) Directed By RICHARD CURTIS 21 March 2013 SAE16875 Allstar Collection/UNIVERSAL PICTURES **WARNING** This photograph can only be reproduced by publications in conjunction with the promotion of the above film. A Mandatory Credit To UNIVERSAL PICTURES is Required. For Printed Editorial Use Only, NO online or internet use.1111z@yx

 

Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.

 

21028007_20130813152621914.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 

A história é manjada e já representada nos cinemas por diversos filmes. Um fato curioso é que o filme tem como atriz principal Rachel McAdams, que um pouco antes já foi mocinha em outro filme com a história bem semelhante o “Te Amarei Para Sempre”. Sinceramente não saberia distinguir de qual filme se trata mudando de canal.

 

21023730_20130731165252441.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 

A trama trabalha sentimentalmente as transformações humanas das idas e voltas no tempo, estabelecendo regras que são respeitadas, tornando aprofundar na brincadeira, potencializando o humor pastelão. O filme tem partes muito engraçadas como a conversa de Tim com seu pai logo no começo, o restaurante no escuro, os primeiros encontros com as namoradas entre outros.

Apesar  do casal do pôster, surpreende que nesse filme enfatiza mais o amor e companheirismo forte na relação entre pai e filho. São apresentados valores familiares, o amor de cônjuge, o de irmãos e aquele entre amigos.

 

21028016_20130813152746555.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

 

Em certos momentos a história fica confusa e contraditória, o que se pode considerar uma bela escorregada no roteiro. O mocinho não agrada, é engraçado, bom ator, mas sem carisma para o papel, falta algo.

A história não se desenvolve muito, tudo o que foi contado poderia ter sido apenas o início do filme, não há exatamente um desenrolar da história. Penso ser difícil um filme do gênero ser tão bom quanto “Em Algum Lugar do Passado”.

O final do filme nos faz relembrar casos conflitantes, que descobrimos que estes são, na verdade, nossos melhores momentos.

 

Nota: 6

 

Confira o trailer:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.