f6250f09dda2381ae51f3c0afab7bbc3

 

Devido ao baixo orçamento do longa, a Fox não queria arcar com os custos dos roteiristas ficarem no set, então, Reynolds pagou do próprio bolso para que eles acompanhassem as filmagens.

Durante uma entrevista no programa Geeking Out, Wernick e Reese comentaram sobre o empenho do intérprete do Mercenário Tagarela em garantir a qualidade do filme por conta própria:

“Estávamos no set todos os dias. Curiosamente, Ryan queria a gentre lá, estávamos no projeto por seis anos. Foi realmente um trabalho em equipe, entre nós, Ryan e o diretor Tim Miller. A Fox curiosamente não queria pagar para a gente ficar no set. Ryan Reynolds tirou dinheiro do seu próprio bolso [para isso].”

O esforço de Reynolds para o projeto já é conhecido. Outro exemplo disso é que o ator gastou US$ 10 mil dólares para que Wade Wilson usasse uma camiseta com uma personagem que o Deadpool gosta nos quadrinhos.

O primeiro filme arrecadou US$ 761 milhões e bateu o recorde de arrecadação para maiores. O lançamento da sequência é previsto para janeiro de 2018.

Paul Wernick e Rhett Reese atualmente estão trabalhando no roteiro de Deadpool 2, que vai ter a presença do mutante Cable.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.