o_ultimo_virgem_final_500kb_01_ed

O filme O Último Virgem é sem dúvida algo inovador para o cinema brasileiro. A comédia escrachada e apelativa, tanto explorada em filmes americanos, quer conquistar seu espaço no Brasil.
guilherme-prates-e-bia-arantes_-foto-douglas-nascimento-vpj

 

O público alvo são os jovens, pois certamente as questões trabalhadas no filme não interessa, ou pelo menos não deveria interessar, uma faixa etária mais madura.

Com músicas envolventes e de bom tom, o filme conta a história Dudu (Guilherme Prates), um garoto tímido que, no último ano do Ensino Médio, está preocupado com a questão da virgindade. Esta situação faz com que ele seja alvo constante de piadas vindas de seus amigos inseparáveis: Escova (Lipy Adler), Borges (Éverlley Santos) e Gonzo (Christian Villegas). Um dia, ao término do ano letivo, ele é convidado pela professora Débora (Fiorella Mattheis) a ter aulas extras na casa dela. A situação logo faz com que o imaginário do garoto voe alto.

Como contado pelo elenco do filme, em entrevista exclusiva para o Sobre Filme, o longa de baixo orçamento explorou algumas participações especiais para a divulgação do mesmo. Fiorella Matteis faz o papel de uma professora de biologia que arranca suspiros dos alunos e Camila Rodrigues é uma garota de programa que se envolve em uma situação engraçada com o personagem principal.
As cenas envolvendo as atrizes citadas são rápidas, porém fundamentais para o enredo.

Então o mérito de atuação são para os jovens atores Guilherme Prates e Bia Arantes. Ambos são grandes amigos no filme, porém aquela velha e clichê história na qual a madura garota é apaixonada pelo amigo nerd e lesado, porém a química do casal é a grande cereja do bolo.

Algumas cenas são apelativas, exageradas no tom e preocupa em relação a influência e imagem que elas podem trazer para o público jovem, pois em muitos momentos há uma banalização com a sexualidade. A situação melhora no final, mostrando uma imagem mais significativa em relação ao assunto.

O final é previsível, mas encanta jovens apaixonados. E as sacadas das cenas durante os créditos são mais engraçadas que muitas cenas do filme propriamente dito.

Se você gosta de histórias estilo American Pie, você irá se deliciar com esse longa, que por sinal é MUITO semelhante ao enredo americano.

Nota: 6

Em breve entrevistas exclusivas com o elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.