Transformers: O Último Cavaleiro : Foto Mark Wahlberg

O gigante Optimus Prime embarcou em uma das missões mais difíceis de sua vida: encontrar, no espaço sideral, os Quintessons, seres que possivelmente são os responsáveis pela criação da raça Transformers. O problema é que, enquanto isso, seus amigos estão precisando de muita ajuda na Terra, já que uma nova ameaça alienígena resolveu destruir toda a humanidade.

Transformers: O Último Cavaleiro : Foto

Os fãs dos filmes “Transformers” irão se encantar com a mega produção, com a qualidade do elenco e com a intensidade do filme, mas se você não for fã da história certamente não vai ser um filme que irá assistir novamente.

São quase três horas de muita ação, muita mesmo. Chega um certo momento que há um incômodo em relação ao som extremamente alto e tem tanta coisa acontecendo em frações de segundos que chega a ser cansativo aos olhos e aos ouvidos. Muito barulho, poucos diálogos significativos e trilha sonora precária.

Transformers: O Último Cavaleiro : Foto Isabela Moner

Apesar do ritmo extremamente acelerado, o enredo erra ao desvendar os mistérios logo no meio do filme, a partir de então todas as cenas tornam-se desnecessárias, facilmente você vai se perder nessa tentativa de contarem algo, que penso que até o roteirista não entendeu o que estava fazendo.

Arrasam na atuação a atriz Laura Haddock,  uma nova versão de Megan Fox, e o veterano Sir Anthony Hopkins. O ator principal, o tão aguardado último cavaleiro, Mark Wahlberg fez uma atuação ok, esperada, sem grandes surpresas.

Transformers: O Último Cavaleiro : Foto Josh Duhamel

Uma pena que fica muita coisa perdida no roteiro tão extenso, como a relação pai e filha que é citada no início do filme, que parece que vai ter um grande desfecho, mas fica sem final.

O longa tem tudo para ser um sucesso, mas falha em muitos pontos que para um diretor renomado como Michael Bay isso não deveria acontecer.

Nota: 8,0

Trailer: