Os homicídios cometidos pelo serial killer Charles Manson e sua gangue serão apenas um pano de fundo para a trama principal: os esforços de um ator – que teve um papel de sucesso na televisão – e seu dublê para se tornarem estrelas de Hollywood (via Vanity Fair).

Recém-adquirido pela Sony após uma longa rodada de negociações provocada pelo escândalo Harvey Weinstein, #9 será ambientado no verão de 1969 – época em que a Família Manson realizou seus chocantes crimes, incluindo o assassinato da atriz Sharon Tate – e seguirá os passos dos dois protagonistas conforme buscam o sucesso. Maiores informações ainda não foram divulgadas, mas já se sabe que Manson será tão presente no longa quanto Hitler foi em Bastardos Inglórios e que o estilo de #9 é comparável ao de Pulp Fiction, obra-prima do realizador.

Os dois personagens apresentados na reportagem da Vanity Fairdevem ser os papéis que estão sendo disputados por Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Tom Cruise. Só dois membros desta trinca devem se juntar ao elenco final, que pode ser formado ainda por nomes como Jennifer Lawrence, Margot Robbie – que interpretaria Tate – e Samuel L. Jackson.

Orçado em aproximadamente US$ 100 milhões – mesmo valor de Django Livre -, #9 é tido como um potencial sucesso de bilheteria por aqueles que já tiveram a chance de ler o roteiro de Tarantino. O nono filme do diretor deve começar a ser rodado em meados de 2018, objetivando um lançamento em 2019.