Max (Jason Bateman) e Annie (Rachel McAdams) participam de um grupo de casais que organizam noites de jogos. O irmão de Max, Brooks (Kyle Chandler), chega decidido a organizar uma festa de assassinato e mistério e acaba sequestrado, levando todos a acreditarem que o sumiço faz parte da misteriosa brincadeira. Os seis amigos competitivos precisam então resolver o caso para vencer o jogo, cujo rumo vai se tornando cada vez mais inesperado.

A Noite do Jogo : Foto Jason Bateman, Rachel McAdams

Ao assistir o trailer passa a ideia de ser mais um besteirol americano, um pouco mais elaborado, porém ao assistir ao filme uma bela surpresa. O enredo é bem construído e o humor mostra-se na medida certa, sendo um filme engraçado sem precisar apelar para isso.

A direção de arte e fotografia merecem destaque. Andaram juntas em uma sintonia que deu certo e combinou perfeitamente para a ideia do filme. Interessante como a paleta de cores varia drasticamente em algumas situações específicas.

A Noite do Jogo : Foto Jason Bateman, Rachel McAdams

O ator Jesse Plemons fez uma atuação fantástica que ditou todo o ritmo e humor da história, deixou os grandes nomes do elenco para trás. Jason Bateman, não consigo gostar dele, fez a atuação de sempre, sem nenhuma novidade. A linda e encantadora Rachel McAdams brilhou como de costume. O personagem do Billy Magnussen me incomodou um pouco, seu perfil ficou confuso ora parecia garanhão, ora gay, ora burro, um pouco de tudo e acabou que nada foi explicado.

As músicas são envolventes e os créditos animadíssimos.

Um besteirol americano, com uma pitada de Anjos da Lei, elaborado e não apelativo.

Nota: 7,0

Trailer: