“Benzinho”, de Gustavo Pizzi (“Riscado”), acaba de divulgar o trailer oficial:

Estrelado por Karine Teles (“Que Horas Ela Volta?”), Adriana Esteves, Otávio Müller e Konstantinos Sarris, o longa é uma coprodução entre Brasil e Uruguai. A Bubbles Project assina a produção, em coprodução com TvZERO, Mutante Cine, Baleia Filmes, Telecine e Canal Brasil. A Vitrine Filmes é a distribuidora. O filme estreia dia 23 de agosto.

Na história, Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos nos arredores do Rio de Janeiro. Entre os empreendimentos sem sucesso do parceiro e os problemas da irmã (Adriana Esteves), Irene se desdobra para ajudar a todos e dar atenção aos filhos. Mas é quando seu primogênito Fernando (Konstantinos Sarris, ator grego em sua estreia nos cinemas) é convidado para jogar handebol na Alemanha, que ela terá que lidar com o maior de seus problemas, a despedida antes do previsto.

Benzinho” foi rodado em Petrópolis e Araruama, no Estado do Rio de Janeiro, e também traz no elenco o ator uruguaio Cesar Troncoso, vivendo Alan, marido de Sônia (Adriana Esteves) e Vicente Demori como Thiago, filho do casal. Mateus Solano é Paçoca, e faz uma participação especial como o professor de handebol de Fernando. Luan Teles, interpreta Rodrigo, filho do meio de Irene, o ator fez aulas de tuba para o papel; os gêmeos mais novos são vividos por Arthur e Francisco Teles Pizzi, filhos do diretor Gustavo Pizzi e da atriz Karine Teles, que foram casados e se inspiraram nessa experiência pessoal para criar a história do filme. A dupla volta a trabalhar junta depois do premiado longa “Riscado” (2010).

O longa teve sua estreia mundial na competição do Festival de Sundance e participou da Mostra Voices no Festival de Roterdã. O longa venceu o prêmio de melhor filme pelo júri e pela crítica do Festival de Málaga e pelo júri do Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira. O  longa também participou dos festivais de Gotemburgo, São Francisco, Washington DC, Berkshire, Provincetown, Edimburgo e do Festival Internacional do cinema latino de Los Angeles. Também participa do Festival de Karlovy Vary (República Checa) e no Rooftop Films Summer Series.

O projeto foi selecionado pela La Fabrique des Cinemas du Monde, durante o Festival de Cannes de 2013, para o Cinemart, em Roterdã, em 2015, e para o programa Boost NL, em 2017. O filme venceu o Ibermedia, assim como outros programas de incentivo a filmes brasileiros e coproduções internacionais.