Filme turco disponível na Netflix.

Sinopse: Separado de sua filha por ser acusado de um crime que não cometeu, um homem com deficiência intelectual precisa provar sua inocência ao ser preso pela morte da filha de um comandante. Ele passa a contar com a ajuda de seus companheiros de cela e de quem também está do outro lado das grades.

Vale a pena assistir? Sim! O longa traz um enredo apaixonante que dificilmente não irá agradar quem assiste. Apesar de ser um filme longo, maior que a média de 1h30, o desenrolar da história prende o público e aquece os corações. Não posso negar que é piegas e apelativo em muitos momentos, mas quem disse que isso é negativo? Aras Bulut İynemli ( o Memo) dá um show de interpretação que fica difícil identificar se realmente ele tem deficiência intelectual ou é apenas uma boa atuação. Porém, para mim, quem realmente ganha destaque é a atriz mirim Nisa Sofiya Aksongur (a Ova) que toda vez que se emocionava em cena, apesar da maturidade da personagem, ficava difícil conter as lágrimas. O roteiro apresentar algumas falhas e não se aprofunda muito e definitivamente o título acaba estregando um pouco o final do filme.

Nota: 9,0.