Christopher Nolan traz às telonas seu mais novo trabalho, Tenet, que, além de reunir um grande elenco, foi fundamentalmente capturado por meio das câmeras IMAX. O longa não apenas explora o formato de forma singular, mas também serviu de instrumento para o desenvolvimento de uma nova tecnologia IMAX, conferindo ineditismo técnico e visual ao projeto cinematográfico assinado por Nolan. 

Tenet: New Images And Poster For Christopher Nolan's Blockbuster | Movies |  Empire

Há mais de uma década, Christopher Nolan foi o primeiro a utilizar câmeras IMAX para filmar um longa-metragem, e ele continua a abrir novos caminhos com as câmeras de grande formato para oferecer uma experiência imersiva aos espectadores, que os façam não apenas ver, mas vivenciar profundamente cada narrativa. 

Nolan, que dirigiu e roteirizou Tenet, e o diretor de fotografia Hoyte van Hoytema filmaram a maior parte da ação de Tenet com câmeras IMAX, utilizando-as mais do que em qualquer produção anterior e van Hoytema suspeita que mais do que qualquer outra produção cinematográfica. 

“Rodamos quase 500 mil metros de filme IMAX, o que definitivamente quebrou nosso próprio recorde. Não posso dizer com certeza, mas ficaria surpreso se houvesse outro filme que tenha utilizado mais do que essa metragem”, comenta o diretor de fotografia. 

Segundo Nolan, cada decisão é tomada com a ideia de uma plateia reunida em um cinema para ver o filme em uma tela grande. Isso afeta todas as escolhas que são feitas. “Algo que aprendemos ao longo dos anos: se você pode combinar uma gama de técnicas diferentes para concretizar efeitos cena a cena, é muito mais difícil para o público se desligar do filme. É muito mais imersivo”, explica o diretor. 

As câmeras IMAX têm motores muito potentes, mas ao mesmo tempo requerem extrema precisão, e não foram construídas para retroceder. Além do uso sem precedentes de câmeras IMAX, as especificidades da história exigiram um avanço na tecnologia disponível. 

Van Hoytema detalha: “Um dos maiores desafios técnicos era que queríamos que a câmera IMAX fosse capaz de rodar ao contrário para captar certas manobras físicas impossíveis se o filme apenas fosse para frente. A IMAX foi muito prestativa, trabalhando conosco em um novo projeto de engenharia para reconstruir a mecânica e refazer a eletrônica de seu produto para nos permitir filmar nos dois sentidos”. 

What Is Tenet About? Investigating Christopher Nolan's New Movie | Collider

Mas as câmeras IMAX têm uma grande desvantagem: são consideravelmente mais ruidosas do que as câmeras tradicionais. Mas com a última geração delas, chamada de câmeras dirigíveis – acrescidas de recobrimento redutor de som – van Hoytema foi capaz de utilizá-las mais do que nunca. No entanto, ele admite: “Houve momentos de diálogo íntimos que não conseguimos obter com a câmera IMAX, então voltamos para a câmera de 65 mm”. 

Nolan revelou que o formato amplifica a experiência imersiva de cinema. “Trabalho com o formato IMAX há anos, que tem esse poder extraordinário em termos de quão profundamente é capaz de levar o público a entrar na história. Com uma história tão espetacular e divertida como esta tenta ser, nós realmente sentimos que queríamos envolver o público e levá-los para uma viagem”, ele diz. 

Emma Thomas, parceira de Nolan no thriller de ação, comenta: “Tenet foi tão desafiador que eu não acho que teríamos sido capazes de filmá-lo dez anos atrás, então eu sinto que essa história se configurou na mente do Chris na hora certa. Este não é apenas o filme de escopo mais ambicioso realizado por Chris do ponto de vista da produção, mas também da narrativa e a maneira como ele foi além dos limites do que já fez no passado. A produção foi desafiadora, não há dúvida. Mas estávamos cercados pelos melhores do cinema e nos sentimos ótimos com os enormes talentos que estavam nos ajudando a comunicar a história e dar vida aos personagens”.